sábado, 16 de junho de 2012

"HEIL" ZONA EURO - A CHANTAGEM FINANCEIRA HITLERIANA !


A chantagem financeira  que  os  EUROCRATAS  da UE estão a fazer sobre a GRÉCIA é uma vergonhosa prática anti-democrática.
Os dirigentes da UE dizem defender a democracia, mas comportam-se como os NAZIS HITLERIANOS , ao quererem condicionar os resultados das eleições nos países membros.

Dizem que o poder está no povo, mas quando o povo vai a votos, tentam condicionar o seu voto, com ameaças escandalosas nos "media", pondo os eleitores perante um dilema: ou votas nos partidos  que tal como nós se submetem aos interesses especulativos financeiros internacionais, ou sereis "exluídos" da zona euro!

É escandaloso como as empresas de RATING estão a mergulhar a Espanha numa crise financeira artificial, evidenciando dessa forma que afinal os  accionistas dessas empresas de RATING são os mesmos que ganham com a especulação dos mercados financeiros.

É escandaloso o que querem fazer a Espanha! Tal como já está aconteceu na GRÉCIA e  está  acontecendo em PORTUGAL  que está a ficar sem as boas empresas públicas e sem os seus recursos naturais soberanos, o capital estrangeiro sob a batuta da Alemanha, está a afiar os dentes, para se apoderar das excelentes empresas de Obras públicas Espanholas, dos seus Bancos, e dos seus recursos naturais!

Esta UE com a sua Zona Euro, deitou a coesão económico-social às urtigas , e a pretexto do reequilíbrio orçamental  "já e de imediato" obrigam os países periféricos através de uma chantagem financeira implacável,  a destruírem  as suas economias e a ficarem colonizados pelos interesses económicos  dos países centrais da Zona Euro da UE.

Trata-se de uma conquista, via chantagem financeira,  de mercados operada pela Alemanha, que pretende destruir os mercados internos dos países periféricos, destruir o seu sector produtivo de bens de substituição de importações, e ao mesmo tempo criar nesses países exércitos de desempregados, que promovam reservas de mão de obra barata , para servirem a eventual "deslocalização" das suas indústrias de bens industriais, e ao mesmo tempo conterem a subida de salários nos seus próprios países.

Simultaneamente  o capital  financeiro estrangeiro (o qual não tem Pátria) apodera-se das principais empresas públicas e dos recursos naturais desses países periféricos, os quais ficam estrangulados financeiramente pois a recessão económica diminui-lhes as próprias receitas fiscais, ao mesmo tempo que a sua dívida soberana não para de crescer, derivado dos juros elevados impostos pelos mercados financeiros e pela UE/FMI.!

Embrutecidos, os governantes dos países periféricos, alinham imbecilmente nessa estratégia suicida, quando deviam unir esforços e baterem o pé a essa chantagem financeira hitleriana!      





2 comentários:

  1. Bom artigo!

    Posso copiar o seu artigo para o meu blog?

    ResponderEliminar
  2. Pode copiar todos os que quiser amigo!
    Abraço fraterno.

    ResponderEliminar